AO VIVO:

Carregando

Carregando

Carregando

Show do milhão: BBBs lucram mais fora do reality do que com o prêmio

Foi-se o tempo em que ganhar o prêmio final do Big Brother Brasil era a única maneira de sair do programa milionário. Desde que as redes sociais passaram a agregar parte significativa da audiência, levando os perfis dos brothers a conquistarem volume de seguidores e engajamento invejáveis, a participação no reality virou porta de entrada para o mercado publicitário — o que pode levá-los a conquistar mais que R$ 1,5 milhão e em tempo inferior ao confinamento proposto por Boninho.

Antes disso, poucos BBBs saíram do reality sem cair no esquecimento, como Jean Willys, Grazi Massafera, Sabrina Sato, Juliana Rodrigues, Ana Clara, Kaysar Dadour e Mayra Cardi. Foi a partir de 2020, no BBB que consagrou Thelma campeã, que o perfil dos participantes, dentro da casa e nas redes sociais, passou a chamar atenção. Não à toa, apesar de ter saído com rejeição da edição do ano passado, a médica Marcela McGowan descobriu que faturou o valor do prêmio vendendo seu curso on-line sobre prazer feminino.

Quem também “fez escola” nesse sentido foi Manu Gavassi (foto em destaque). Para além de bombar suas músicas, a artista de 30 anos fechou vários contratos milionários: de lojas de departamento, produtos alimentícios, higiene bucal, bebidas, jóias e cosméticos a vestuário, divulgando peças tanto de marcas mais populares até de grifes. Para se ter uma ideia, no feed do Instagram de Manu, há postagens fazendo referência a pelo menos 20 empresas. Além desse faturamento, soma-se ainda a bagatela recebida pela cantora ao pintar os cabelos: estima-se que ela tenha embolsado a quantia de R$ 500 mil para deixar os fios platinados.

 

Fonte: Ranyelle Andrade / Metrópoles

  • COMPARTILHE
VEJA TAMBÉM

ENVIE SUA MENSAGEM

Peça sua música ou mande um recado para os locutores